Lenda da Batalha de Ourique, onde D. Afonso Henriques terá sido aclamado Rei

0
153
Lenda da Batalha de Ourique, onde D. Afonso Henriques terá sido aclamado Rei

A Batalha de Ourique é um episódio simbólico para a História de Portugal,
pois conta-se que foi nela que D. Afonso Henriques foi pela primeira vez
aclamado rei de Portugal, a 25 de Julho de 1139 depois de levar de
vencida os exércitos dos cinco reis mouros.
Foi no campo de Ourique que se defrontaram o exército cristão e os
cinco reis mouros de Sevilha, Badajoz, Elvas, Évora e Beja e os seus
guerreiros, que ocupavam o sul da península. A lenda conta que um
pouco antes da batalha, D. Afonso Henriques foi visitado por um velho
homem que o rei já tinha visto em sonhos e que lhe fez uma revelação
profética de vitória. Contou-lhe ainda que “sem dúvida Ele pôs sobre
vós e sobre a vossa geração os olhos da Sua Misericórdia, até à décima
sexta descendência, na qual se diminuirá a sucessão. Mas nela, assim
diminuída, Ele tornará a pôr os olhos e verá.” O rei deveria ainda, na
noite seguinte, sair do acampamento sozinho logo que ouvisse a sineta
da ermida onde o velho vivia, o que aconteceu. O rei foi surpreendido
por um raio de luz que progressivamente iluminou tudo em seu redor,
deixando-o distinguir aos poucos o Sinal da Cruz e Jesus Cristo
crucificado. O rei emocionado ajoelhou-se e ouviu a voz do Senhor que
lhe prometeu a vitória naquela e em outras batalhas: por intermédio do
rei e dos seus descendentes, Deus fundaria o Seu império através do
qual o Seu Nome seria levado às nações mais estranhas e que teria
para o povo português grandes desígnios e tarefas. D. Afonso Henriques
voltou confiante para o acampamento e, no dia seguinte, perante a
coragem dos portugueses os mouros fugiram, sendo perseguidos e
completamente dizimados. Conforme reza a lenda, D. Afonso Henriques
decidiu que a bandeira portuguesa passaria a ter cinco escudos ou
quinas em cruz representando os cinco reis vencidos e as cinco chagas
de cristo, carregadas com os trinta dinheiros de Judas.

in Jornal comunitário abc - Mundo Português

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here