Novas possibilidades de venda do fumeiro de Montalegre, com entregas ao domicilio

0
394

TEM A PALAVRA

David Teixeira | Vice-presidente da Câmara de Montalegre
«Vamos ter em 2021 uma feira radicalmente diferente, com menos produtores, menos expositores e sem a grande festa que se realiza sempre à volta do fumeiro de Montalegre. Acredito que vai ser possível fazer o evento criando um controlo apertado a quem vier visitar a feira. Haverá uma entrada única para que haja contabilização fácil dos visitantes. Não será possível circular na feira como habitualmente se fazia. Não haverá provas no interior do recinto, como acontecia, por exemplo, com os licores. A novidade será a comercialização online. São precisas novas formas de chegar aos consumidores porque seria uma tragédia económica para as famílias se o fumeiro não se vender. Temos de ter coragem para criar formas de divulgar, vender e distribuir o produto que já tem qualidade e que já fidelizou uma romaria a Montalegre em janeiro. Os produtores agarraram bem este novo desafio e esta possibilidade de expandir o seu negócio. Já há muito tempo se falava na possibilidade de criar canais de escoamento para que produzam pelo menos durante três ou quatro meses. Os consumidores poderão fazer as encomendas e pagar aos produtores através da plataforma. O município vai assumir os custos do transporte para encomendas superiores a 100 euros».

Boaventura Moura | Presidente da Associação de Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã
«Os produtores que assim o entenderem devem agarrar este desafio e confirmarem o seu interesse em participar porque é uma oportunidade de venda nesta fase mais complexa. É normal que haja uma quebra, dadas as circunstâncias, no entanto, há clientes fiéis que vão utilizar os meios disponíveis para chegaram ao fumeiro de qualidade que tanto apreciam».

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here