Sidrós e a História pelo Investigador Dr. João Soares Tavares

0
36
Dr. João Soares Tavares

O Dr. João Soares Tavares, confirma a história deste lugar de Sidrós da Freguesia de Ferral – Concelho de Montalegre.

Manuel Afonso Machado

SIDRÓS E A HISTÓRIA

Por Dr. João Soares Tavares

Segundo as Inquirições afonsinas de 1258, (as Inquirições anteriores não chegaram a Barroso) na colação de Santa Marinha são referenciadas diversas aldeias. Algumas chegaram à actualidade incluídas na freguesia de FerraI. Contudo, Sidrós é a única aldeia da referida freguesia que está relacionada com D. Afonso III, conforme se confirma na Chancelaria desse rei. Realcei esse facto numa crónica sobre “D. Afonso III e o Barroso” publicada meses atrás neste jornal. Transcrevo dessa crónica: «Estando em Guimarães, a 27 de Maio de 1258 concedeu nesse dia um aforamento em Sidrós a Martim Lopes e sua mulher Marinha Peres. (1) O mesmo rei, a 22 de Abril de 1262 em Coimbra atribuiu um aforamento na mesma aldeia a Gonçalo Garcia e sua mulher Maria Anes. (2) Ainda na referida cidade conferiu outro aforamento em Sidrós a 20 de Novembro de 1264, ao primeiro casal aqui referido. (3)

Baseando-me na documentação citada da Chancelaria de D. Afonso III preservada na Torre do Tombo, os primeiros habitantes referenciados de Sidrós e concludentemente do território que engloba a actual freguesia de Ferral, foram Martim Lopes e sua mulher Marinha Peres no dia 27 de Maio de 1258.»

Com o propósito de revitalizar a história local, propus então à consideração da Junta de Freguesia de Ferral recordar esse dia a 27 de Maio de 2019, quando passados precisamente 761 anos, e proceder à colocação de uma placa alusiva aos primeiros moradores referenciados de Sidrós.

*

No passado 6 de Julho, a Junta de Freguesia de Ferral procedeu à colocação de uma placa em Sidrós cujo teor li pela primeira vez no Notícias de Barroso de 16.07.19. Cito: “Homenagem ao aforamento concedido pelo rei Afonso III à aldeia de Sidrós em 27 de Maio de 1258, sendo os dois primeiros habitantes, o casal Martin Lopes e Marinha Peres”.

                                                                           *

Na minha crónica acima citada precisei: “…os primeiros habitantes referenciados de Sidrós e concludentemente do território que engloba a actual freguesia de Ferral, foram Martim Lopes e sua mulher Marinha Peres no dia 27 de Maio de 1258.

*

A exclusão do vocábulo “referenciados” na placa de Sidrós poderá provocar interpretações desajustadas.

*

Quanto ao aforamento em questão com texto preservado na Chancelaria de D. Afonso III (nota 1) é o documento mais antigo a demonstrar que Martim Lopes e sua mulher Marinha Peres foram os primeiros moradores referenciados em Sidrós. (4) Qualquer curioso poderá verificar na Torre do Tombo. Todavia, nada impedirá que surja um ilustre investigador mais arguto capaz de descortinar outro documento com a designação dos habitantes pré-históricos de Sidrós. Nesse caso, serei o primeiro a render-lhe a minha homenagem.

NOTAS:

(1) Livro I de Doações de D. Afonso III, folhas 30 vº, IAN/TT

(2) Idem, folhas 60 vº, IAN/TT

(3) Idem, folhas 72 vº, IAN/TT

(4) O documento está datado de 27 de Maio de 1296 (Era de César) que corresponde a 27 de Maio de 1258 da Era de Cristo.

                                                                                     João Soares Tavares

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here